Em Pernambuco: projeto espalha livros para estimular leitura


A cidade de Moreno, na região metropolitana de Recife (PE) iniciou a primeira edição da nova temporada do projeto Livros Livres. Como o nome sugere, os incunábulos -- 100 ao todo -- são deixados em locais estratégicos da cidade, como praças e coretos, para que as pessoas peguem e leiam. Simples.

O projeto acontece nesta sexta-feira (9) e é realizado pela Secretaria de Cultura do município. Não tem mistério: quando uma pessoa vê um livro, pode ler à vontade, inclusive tomar emprestado. Depois é só deixar em um local público, para que outras pessoas possam ler. Cada livro é etiquetado para permanecer identificado como parte da ação.

"A proposta do Livros Livres é 'libertar' obras literária em locais públicos. Isso faz com que as obras circulem livremente, atingindo um público ainda maior, ampliando o acesso à literatura", informa a secretaria.

Entre os livros selecionados estão cinco que foram vencedores do I Prêmio Pernambucano de Literatura: “Recife, no hay” (Delmo Montenegro), “Olho morto amarelo” (Bruno Liberal), “O livro de Corintha” (Fernando Monteiro), “O metal que somos feitos” (Walther Morreira Santos) e “Discursos e anatomias” (Joseilson Ferreira).

Com informações da Secult