Coletânea oferece diversas leituras para o estudo da História da Educação

imagem: divulgação
Ao questionar o ponto de partida dos pesquisadores e sua interpretação de fontes históricas, as educadoras Ana Maria de Oliveira Galvão e Eliane Marta Teixeira propuseram a vários pesquisadores o desafio de criar diversas narrativas a partir da leitura do Boletim Vida Escolar, documento publicado entre 1907 e 1908 pelo Grupo Escolar de Lavras e editado por seu então diretor Firmino da Costa. O resultado integra agora o livro Boletim Vida Escolar: uma fonte e múltiplas leituras sobre a educação no início do século XX, lançamento da Autêntica Editora.

A fonte original se propunha acompanhar a evolução da cidade de Lavras e seu desenvolvimento na educação, registrando os problemas enfrentados pelos funcionários do ensino enquanto surgiam novas formas de exercer a profissão. Firmino da Costa desejava com este documento progressivamente melhorar a base de ensino da cidade para que “cada um deles venha a ser na vida um homem forte, bom, instruído e trabalhador, útil a si, à família e a pátria”, como era apresentado o lema da Escola Normal.

A análise desta publicação se diferencia a cada texto, dando perspectivas distintas, que refletem sobre a importância do Boletim Vida Escolar como fonte para pesquisadores do campo da Educação. O livro se inicia com uma análise do Boletim, e segue com reflexões que percorrem vários campos, como a relação professor/aluno, a vida além da escola, o ensino profissional para complementar a educação do povo e a construção do repertório pedagógico.

Além de reforçar o valor histórico do Boletim como fonte de pesquisa para a formação do professor, a obra levanta a importante questão de como um mesmo material pode originar diversas interpretações. É também fundamental para os pesquisadores que procuram material que discuta o estudo histórico sobre grupos escolares e sobre a imprensa pedagógica.

Sobre as organizadoras

Ana Maria de Oliveira Galvão é graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), mestra e doutora em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), é professora da Faculdade de Educação da UFMG, onde atua na graduação e na pós-graduação. Seus interesses de pesquisas concentram-se nas áreas de história da cultura escrita e de história da educação no Brasil. Eliane Marta Teixeira possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestrado em Educação também pela UFMG e doutorado em Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Fez pós-doutorado na École de Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris. É professora emérita da UFMG e membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em História da Educação (GEPHE/FaE/UFMG).

Título: Boletim Vida Escolar: Uma fonte e múltiplas leituras sobre a educação no início do século XX
Organizadoras: Ana Maria de Oliveira Galvão e Eliane Marta Teixeira Lopes
Número de páginas: 144
Formato: 15,5 x 22,5 cm
Preço: R$ 36,00
ISBN: 978-85-7526-563-5

Fonte: Assessoria/Autêntica